Supremo revoga direito de ex-deputado Pedro Corrêa de trabalhar em Garanhuns

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/05/2014 às 9:46
Leitura:
Da Rádio Jornal Pedro Corrêa. Foto: Chico Porto/JC Imagem Pedro Corrêa. Foto: Chico Porto/JC Imagem O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, revogou nesta quinta-feira (22), o trabalho externo de quatro condenados no processo do mensalão do PT. Entre eles, o ex-deputado Federal Pedro Corrêa (PP-PE), que estava trabalhando como médico radiologista em Garanhuns. A medida foi tomada por Joaquim Barbosa por acreditar que é preciso cumprir pelo menos um sexto da pena. O juiz aposentado e primo de Pedro Corrêa, Clóvis Corrêa, considera a medida um equívoco. Saiba mais na reportagem de Houldine Nascimento: Sobre o assunto, ouça também o comentário de Romoaldo de Souza, direto dos estúdios da Rádio Jornal em Brasília:

Mais Lidas