Exército realiza treinamento contra ataques terroristas na Arena Pernambuco

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/05/2014 às 16:12
Leitura:
arenaaaa Foto: Rafael Carneiro / Rádio JC News Uma mega operação de prevenção e combate a agentes químicos, biológicos, radiológicos e nucleares foi realizada, nesta quarta-feira (28), na Arena Pernambuco, estádio que vai sediar os jogos da Copa do Mundo em Pernambuco. Na parte sul da Arena, uma bolsa deixada minutos antes de uma partida de futebol da Copa do Mundo explode deixando cerca de 30 torcedores feridos. Há a suspeita de um ataque terrorista no local e o perímetro ficou contaminado. As vítimas precisam receber atendimento rápido. O exército, a Agência Pernambucana Vigilância Sanitária, o Samu, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal participaram do trabalho simulado às vésperas da Copa do Mundo. A integração contou com resgate e retirada de pessoas pelo ar, com helicóptero, e por meio de ambulâncias, com duração de 28 minutos. O chefe de Defesa contra Agentes Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares do exército, o tenente-coronel Keunny Ranieri, considerou a operação um sucesso. Em entrevista ao repórter Rafael Carneiro ele explica como será a atuação nos dias de jogos da Arena. O atendimento imediato nestes casos passa pelo acolhimento, suporte aos envolvidos e descontaminação. Três tendas montadas fazem a preparação das vítimas, de acordo com a intensidade dos ferimentos. Em casos de maior gravidade, os pacientes da cor vermelha são encaminhados para unidades especializadas. Os amarelos, de risco menor, ganham atenção na Unidade de Atendimento Avançado, no entorno da estádio. Os demais são da cor verde e podem deixar o local depois da descontaminação. O Samu vai atuar com 40 pessoas entre médicos, enfermeiros e socorristas. Toda a operação de combate vai ser definida pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional, formado pelo Comando de Defesa Local, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e a Polícia Federal.

Mais Lidas