Audiência pública na câmara dos vereadores do Recife, para discutir o movimento Ocupe Estelita, é adiada

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/06/2014 às 9:08
Leitura:
Da Rádio JC News Milhares de pessoas passaram pelo local neste domingo (1º) Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Milhares de pessoas passaram pelo local neste domingo (1º)
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Foi adiada para quarta-feira (4) a audiência pública na câmara de vereadores do Recife para discutir o movimento Ocupe Estelita. A mobilização da sociedade civil organizada é contra o Projeto Novo Recife, orçado em R$ 800 milhões.

Vão ser construídos doze prédios de até 41 andares no espaço onde ficam os antigos armazéns da Refesa no cais José Estelita. O consórcio é formado pela Moura Dubeux Engenharia e Queiroz Galvão, além da Ara e GL empreendimentos. A demolição dos galpões foi suspensa por ordem da justiça federal bem como por uma decisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Mas, a justiça estadual concedeu a reintegração de posse e a saída imediata dos ativistas do local.

Neste domingo (1º), mais de cinco mil pessoas participaram da programação cultural com shows e atividades lúdicas. Entre as atrações estavam shows de artistas como Karina Buhr e Siba. O representante do grupo Direitos Urbanos, Leonardo Cysneiros  afirma que a sociedade luta por algo positivo para todos. O Consórcio Novo Recife emitiu uma nota, neste domingo, afirmando que está aberto ao diálogo.

Confira os detalhes na reportagem de Antonio Martins Neto:

Mais Lidas