Médico e filho, suspeitos de matar o cirurgião Artur Eugênio, já estão no Cotel

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/06/2014 às 7:50
Leitura:
Da Rádio JC News  O corpo do médico foi encontrado no dia 13 de maio, na BR-101 Sul Foto: Reprodução
O corpo do médico foi encontrado no dia 13 de maio, na BR-101 Sul
Foto: Reprodução

Foram encaminhados para o Cotel, em Abreu e Lima, dois suspeitos de envolvimento no assassinato do médico Artur Eugênio de Azevedo Pereira de 36 anos.

Cláudio Amaro Gomes, de 57 anos, é médico cirurgião torácico e chefe da unidade de recuperação cardio torácica do Real Hospital Português. Ele foi preso em casa no bairro de Boa Viagem na Zona Sul do Recife, e o filho, Cláudio Amaro Gomes Junior, de 32 anos, bacharel em direito, foi preso em um bar em Campo Grande, Zona Norte do Recife.

Segundo informações do delegado Guilherme Caraciolo, as investigações apontam que o mandante do crime seria o médico Cláudio Amaro, e o filho teria participado da execução com ajuda de dois suspeitos ainda não identificados. A polícia ainda informou que foi encontrado um revolver calibre 38 com seis balas intactas dentro do automóvel de Cláudio Amaro Gomes Junior. As investigações vão ser feitas para saber se a arma foi usada no crime.

Pai e filho tiveram prisão temporária decretada por 30 dias, relacionada pelos crimes de sequestro, homicídio duplamente qualificado, roubo de carro e associação criminosa. Cláudio Amaro Gomes Junior também vai responder por porte ilegal de arma. O mandado de prisão foi expedido pela juíza da 1ª vara criminal de Jaboatão, Maria Inês de Albuquerque.

O contato entre a vítima e um dos acusados ocorreu no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. A polícia apurou que os dois tinham desavenças e o caso foi parar na justiça. Um dos advogados dos suspeitos, Altamiro Fontes, falou que a defesa ainda não teve acesso ao inquérito.

 Carro foi encontrado totalmente destruído pelo fogo na Guabiraba Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Carro foi encontrado totalmente destruído pelo fogo na Guabiraba
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

O médico Artur Eugênio de Azevedo Pereira foi encontrado morto no dia 13 de maio às margens da BR-101 Sul no município de Jaboatão com marcas de quatro tiros. O carro dele foi encontrado queimado no bairro da Guabiraba no Recife. Artur trabalhava no Hospital do Câncer de Pernambuco, Hospital das Clínicas, Imip e no Hospital Português. O corpo do médico paraibano foi enterrado em campina grande na Paraíba.

O repórter Carlos Simões traz outros detalhes :

Mais Lidas