Polícia vai utilizar imagens da CTTU e da SDS nas investigações da morte de médico


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/06/2014 às 14:32
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizada em 05.06.2014 às 7h23 4e51e43ec70d100e436d2527a55eeb4e Foto: Ricardo B. Labastier / JC Imagem Advogados do médico e do filho acusados de participar do assassinato de cirurgião vão ingressar na justiça com pedido de liberdade nesta quinta-feira (5). O presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco, Mário Jorge Lôbo, se pronunciou, nesta quarta-feira (4), sobre a prisão dos dois suspeitos de assassinar o cirurgião torácico Artur Eugênio de Azevedo Pereira, de 32 anos. O presidente do Simepe afirma que esse foi o primeiro caso no estado em que um médico é suspeito de matar um colega de profissão. A polícia está a procura de outros dois suspeitos de envolvimento na morte de Artur. O corpo dele foi encontrado no dia 12 de maio, no bairro de Comporta, em Jaboatão dos Guararapes, com marcas de tiros. O carro da vítima estava na Guabiraba, na Zona Norte do Recife. Além dos dois suspeitos procurados pela polícia, o médico Cláudio Amaro Gomes, de 57 anos, e o filho dele, Cláudio Amaro Gomes Júnior, de 32 anos, estão presos no Centro de Triagem, Cotel, em Abreu e Lima. Os dois foram indiciados por sequestro, homicídio duplamente qualificado e roubo. Cláudio Júnior também foi autuado em  flagrante por porte ilegal de arma. No momento da prisão, foi encontrado com ele um revólver calibre 38 e seis munições. Ainda de acordo com a polícia, desavenças profissionais entre a vítima e Cláudio Amaro Gomes teriam motivado o crime. Imagens das câmeras da CTTU e da Secretaria de Defesa Social vão ajudar nas investigações.  Para o amigo da vítima, o ortopedista Júlio Lima, a prisão dos suspeitos trouxe alívio à sociedade. O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco abriu sindicância para apurar os fatos, fundamentado no código de ética médica. O Cremepe esclarece ainda que não pode emitir nenhum juízo de valor sob risco de nulidade do processo. LEIA MAIS Pai e filho são presos acusados de envolvimento no assassinato do médico Artur Eugênio

Mais Lidas