Greve de professores por tempo indeterminado deixa cerca de 90 mil alunos sem aula


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/07/2014 às 8:21
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Valéria Oliveira/JC Foto: Valéria Oliveira/JC Na prática, a paralisação começa nesta quinta-feira (17), pois hoje é feriado em homenagem à padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo. Como a categoria decidiu por unanimidade, a expectativa é de que a paralisação tenha grande adesão entre os cinco mil educadores. Eles afirmam que não têm condições dignas de trabalho. Os professores reclamam que o prefeito da Cidade, Geraldo Julio (PSB), descumpriu um acordo relacionado a chamada aula atividade. Os trabalhadores denunciam ainda que estão sendo pressionados a assinar um documento que prejudica o processo ensino e aprendizagem. O calendário de atividades está definido. Nesta quinta, será realizado piquete no Centro de Formação Paulo Freire, na Madalena. Na próxima terça-feira (22), os professores participam de assembleia e de uma vigília no prédio sede da Prefeitura do Recife. A diretora do Sindicato dos Professores da Rede Municipal Recife (SINPERE), Eunice Nascimento diz que a educação não é prioridade. Em nota, a Secretaria de Educação do Recife informa que todos os acordos foram cumpridos e que está aberta ao diálogo. O prefeito Geraldo Julio afirma que os professores não podem reclamar da falta de políticas públicas:

Mais Lidas