Pai da criança que teve corpo queimado contesta versão apresentada pela mãe


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/07/2014 às 11:41
Leitura:
Da Rádio Jornal Uma menina de apenas quatro anos teve 10% do seu corpo queimado por água fervente de uma cuscuzeira na cidade de Carpina, na Zona da Mata Norte do Estado. A menina tem queimaduras de 2º grau no rosto, lado direito do tórax, ombro, região dorsal e em parte do braço direito. Não há previsão de alta e o caso teve grande repercussão já que há indicios de que não foi acidente. Os médicos explicam que por enquanto é precoce afirmar se a paciente vai precisar de cirurgia reparadora na face. O pai da criança acompanha a filha na unidade queimados do Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife. Ele não acredita na versão apresentada pela mãe, que afirma ter sido um acidente. A polícia já está investigando a versão de que o padrasto jogou água quente na enteada durante a briga com a esposa. A mãe e o atual companheiro que trabalha como vigilante prestaram depoimento na delegacia de carpina onde negaram a agressão. Uma das tias da menina diz que o padrasto num momento de fúria chegou a atirar a inocente na parede: A polícia vai convocar outros familiares da menina e vizinhos para confirmar se houve intenção em ferir a menina de quatro anos. O pai da menina, que não será identificado em respeito ao estatuto da criança e adolescente está revoltado:

Mais Lidas