Menino de onze anos atingido por um tiro de raspão não corre risco de ficar cego


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/07/2014 às 8:09
Leitura:
Da Rádio Jornal Edmar Melo/JC Imagem Edmar Melo/JC Imagem Uma briga entre vizinhos ocorrida na tarde do último domingo (20), em Vila Nova, Jaboatão dos Guararapes, terminou com uma criança de 11 anos atingida por um tiro no olho esquerdo. O garoto permanece internado na emergência infantil do Hospital Da Restauração, no Derby, à espera de novos exames. A discussão começou quando a esposa do acusado, um vigilante conhecido apenas como Samuel, começou a discutir com a mãe da criança. Elas entraram em disputa corporal e acabaram se ferindo. Samuel se sentiu ofendido e foi tomar satisfações com a vizinha. O pai do menino conta que minutos depois, o suspeito foi até a casa dele e atirou de propósito para matar alguém da família, atingindo o menino com um tiro de raspão. Rosenildo Batista afirma ainda que violência não se resolve com brutalidade, principalmente entre vizinhos: Vizinhos socorreram o menino no Hospital de Orazeres, onde recebeu os primeiros socorros. Ele ainda foi avaliado no Altino Ventura e internado no HR. Na próxima terça-feira (22), uma nova avaliação será realizada para ter mais detalhes sobre a situação da visão dele. A família está revoltada com a violência gratuita e também com muito medo. Antes de fugir, suspeito avisou que vai voltar para matar os demais integrantes da família. O caso foi registrado por uma equipe da força-tarefa Norte do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o inquérito deve ser apurado pela Delegacia de Prazeres. A criança de onze anos segue em observação na emergência pediátrica do Hospital da Restauração e deve ser encaminhado para a Fundação Altino Ventura, onde fará novos exames no olho.

Mais Lidas