Operação "Mercado Limpo" interdita 8 supermercados por falta de higiene no Recife


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/07/2014 às 18:35
Leitura:
Da Rádio Jornal  Atualizada em 25.07.2014 ás 18h35 fiscalização Foto: Divulgação Na manhã desta sexta-feira (25), a repórter Ísis Lima visitou o estabelecimento comercial RM Express, um dos seis supermercados que foram interditados pela operação "Mercado Limpo". A fiscalização no Recife aconteceu nessa quinta-feira (24), com o objetivo de encontrar eventuais irregularidades na acomodação de alimentos. O Grupo RM, visitado pela reportagem, informou já está tomando todas as providências para sanar as irregularidades observadas pela Vigilância Sanitária, que solicitou da empresa um maior controle no índice de cloro contido na água utilizada na loja, que é abastecida pela Compesa. O Ministério Público de Pernambuco, o Procon, a Polícia Civil e a Vigilância Sanitária do Recife, Adagro E Ipem-Pe visitaram 12 pontos, interditando oito: seis no total e dois, parcialmente. Os produtos apreendidos serão descaracterizados e encaminhados para o lixão. Os resultados foram divulgados em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira. Uma das situações mais comuns aos estabelecimentos interditados é a presença de roedores. Saiba mais na reportagem de Ísis Lima. Foram interditados totalmente os supermercados RM Alimentos, na Avenida Mário Melo, na Boa Vista; o Mercado Olho D'água, na Várzea; a Tavares Padaria e Mercado Ltda., no Engenho do Meio; a Casa do Consumidor, no Ipsep; o Supermercado Novo Dia, em Beberibe; o Supermercado Boa Mesa, em Dois Unidos; e o Real Alimentos, no Ipsep. O Deskontão, na Avenida Norte, em Casa Amarela, foi interditado parcialmente. Segundo o delegado da Delegacia do Consumidor, Roberto Vanderley, os estabelecimentos foram interditados por condições sanitárias e de acondicionamento precárias, falta de limpeza e alimentos estragados. Em alguns locais foram encontradas fezes de animais e larvas em carnes. Desde o mês de março a parceira entre esses órgãos realizou 34 vistorias em vários supermercados da RMR, com 28 interdições totais, três parciais e quatro notificações/autuações. Os órgãos de fiscalização recolheram mais de duas toneladas de alimentos impróprios para o consumo.

Mais Lidas