Pleno responsável por julgar dissídio dos rodoviários acata as reivindicações da categoria

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/07/2014 às 15:18
Leitura:
Greve-Onibus2013_1 Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem O pleno responsável por julgar o dissídio dos rodoviários acatou os 10 por cento de reajuste salarial pedido pela categoria, no final da tarde desta quarta-feira (30). O tíquete alimentação também vai ser reajustado e o valor vai passar a ser de R$ 300 reais. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) designou que os rodoviários voltem ao trabalho até às 0h desta quinta-feira (31). Os trabalhadores recebem atualmente R$ 171 reais pelo tíquete alimentação, sendo o menor do país. Os reajustes beneficiam motoristas, cobradores e fiscais. Nesta quarta-feira (30), terceiro dia da greve dos motoristas, cobradores e fiscais de ônibus da Região Metropolitana do Recife, o dia tem sido de bastante confusão e espera. Os profissionais em greve decidiram realizar interdições. Em alguns pontos da capital pernambucana, a exemplo da Avenida Norte, no cruzamento com a João de Barros, e na Avenida Conde da Boa Vista, a categoria parou os veículos, formando longas filas. e2d4f67ed9a3df4dcd28743c5ae9725a Foto: Diego Nigro / JC Imagem A categoria reivindica 10% de reajuste salarial e tíquete alimentação no valor de R$ 230. Em contrapartida, o patronato chegou a oferecer 6,06% de aumento. Os rodoviários se reúnem nesta tarde, para definir os rumos da greve. Os trabalhadores vão sair em caminhada do Parque Treze de Maio até o tribunal Regional do Trabalho (TRT), no Cais do Apolo. O dissídio da categoria será julgado pelo TRT às 17h. As negociações entre a categoria e a Urbana-PE Sindicato que representa as empresas de ônibus estão sendo mediadas pelo desembargador Pedro Paulo Pereira. LEIA MAIS Em terceiro dia de greve dos rodoviários, Justiça julgará dissídio coletivo, o que pode colocar fim à paralisação

Mais Lidas