Polícia Federal realiza operação para extraditar traficante de órgãos da Itália para o Recife


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/07/2014 às 11:16
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizada em 31.07.2014 às 7h28 Foto: arquivo/JC Imagem Foto: arquivo/JC Imagem A Polícia Federal vai realizar uma operação para extraditar de Roma, na Itália, para Recife, o israelense Gedalya Tauber, de 78 anos, preso há pouco mais de um ano. O ex-oficial do exército israelense foi condenado a 11 anos e nove meses de prisão pelos crimes de remoção, tráfico e venda de órgãos e formação de quadrilha. A Operação bisturi da Polícia Federal, que desarticulou o grupo em dezembro de 2003, envolve cerca de 30 vítimas pernambucanas. O grupo aliciava pessoas de baixa renda para vender os rins. De acordo com o inquérito, as cirurgias eram realizadas na África do Sul. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro: O israelense Gedalya Tauber viajou com autorização da justiça para rever os parentes no oriente médio em 2009 e não voltou. A prisão ocorreu no Aeroporto Internacional de Roma quando o ex-oficial do exército israelense retornava de Boston, nos Estados Unidos. Ao chegar em Pernambuco, o estrangeiro deve ser levado para o Centro de Triagem, Cotel, em Abreu e Lima.

Mais Lidas