Infectologista explica porque risco de contaminação do ebola é menor do que da gripe suína

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/08/2014 às 12:30
Leitura:
O surto de ebola na África tem preocupado a população e médicos do mundo todo. No continente africano, cerca de 900 pessoas já morreram por causa da doença. Além dos números alarmantes e da alta taxa de mortalidade, mais de 60%, há o medo de o ebola se espalhar para outros continentes. Em entrevista à JC News com Antônio Martins Neto, o infectologista Demétrius Montenegro explica que no mundo globalizado em que vivemos, com grande uso do transporte aéreo, por exemplo, não é possível dizer que o risco que a doença se espalhe não exista. Por outro lado, o risco de contaminação é melhor do que o da gripe suína, por exemplo. Enquanto a gripe era transmitida pelo ar, o ebola só é repassado caso uma pessoa sadia entre em contato com as secreções (suor, sangue) de um doente.

Mais Lidas