Prática de mergulho e natação em áreas proibidas da orla podem ter punição no Estado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/08/2014 às 17:33
Leitura:
e7a134fca4cace7cb038fe1254375efb (1) Foto: Tv Jornal Já está em vigor, o decreto do Governador João Lyra Neto que proíbe a prática de mergulho ou natação em áreas proibidas da orla do estado, com risco de ataque de tubarões. A ordem também aumenta o poder de fiscalização dos bombeiros, que vão poder acionar a polícia para retirar do mar o banhista que desrespeitar ou desacatar as autoridades. Com a nova determinação, as pessoas que podem ser detidas e levadas à delegacia, onde vão assinar um termo por desobediência. O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarão (CEMIT) afirma que 59 pessoas ficaram feridas em ataques, e 24 morreram, no Grande Recife, nos últimos 22 anos. O último caso aconteceu em julho do ano passado, com a turista paulista, Bruna Gobbi, de 18 aos, em Boa Viagem. A vítima chegou a ser socorrida e ter a perna amputada, mas a jovem não resistiu e morreu.

Mais Lidas