Eduardo Campos deixa como legados uma vida política ativa e promissora e a luta por ideais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/08/2014 às 16:40
Leitura:
Foto: arquivo JC Imagem Foto: arquivo JC Imagem Eduardo Campos nasceu em 1965 e era neto de um grande nome da política nacional, o ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. Iniciou a vida política ainda na década de 1980, ao lado do avô. Foi candidato a prefeito de Recife, já foi deputado Federal e ministro da Ciência e Tecnologia no primeiro mandato do presidente Lula. Ouça abaixo a homenagem da Rádio Jornal a Eduardo Campos. Ávido por mudanças, em 2006 se lançou como candidato ao Governo de Pernambuco, numa campanha em que aparecia nas primeiras pesquisas em posições pouco favoráveis. Com o início da campanha foi ganhando espaço e desbancou Humberto Costa, candidato do PT, à época e chegou ao segundo turno, quando disputou e saiu vitorioso na disputa com Mendonça Filho (DEM). Eleito para um segundo mandato em 2010, o governador apresentou a maior eleição na história da democracia brasileira: mais de 80% dos votos válidos para governador em Pernambuco foram para Campos. O socialista, presidente do PSB, deixou cargo de governador no início de 2014 para se dedicar à campanha presidencial, entrando em embate direto com o PT, que começou ainda no pleito municipal de 2012, quando o partido socialista decidiu lançar candidato próprio para Prefeitura de Recife. Em novembro de 2013, o PSB resolveu entregar todos os cargos que ocupava no governo federal, deixando de vez a base governista. Recentemente, Eduardo Campos desferia várias críticas à presidente Dilma Rousseff (PT), porém sempre se mantendo com reservas ao falar do ex-presidente Lula, um de seus padrinhos políticos. Campos se lançou candidato a presidente numa chapa com a ex-ministra do meio ambiente, Marina Silva (PSB/REDE), terceira colocada na eleição presidencial de 2010, quando conquistou 20 milhões de voto.  Eduardo Campos deixa cinco filhos, além da viúva Renata Campos. No último feriado do Dia dos Pais, Campos também comemorou o aniversário de 49 anos. Para parabenizar o pai José, João, Pedro, Maria Eduarda e o bebê Miguel, gravaram um vídeo onde enaltecem a figura paterna de Eduardo. Veja também: Ex-governador Eduardo Campos morre em queda de avião que ia do Rio a São Paulo

Mais Lidas