Além de Eduardo Campos, acidente aéreo em Santos levou outros seis profissionais brilhantes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/08/2014 às 10:23
Leitura:
Com informações da TV Jornal 10600515_674812869262828_8134168369786084788_n Alexandre Severo está imortalizado na série À Flor da Pele Foto: Alexandre Severo / JC Imagem A tragédia aérea que vitimou Eduardo Campos, na manhã da quarta-feira (13), deixou mais seis famílias desoladas. Também morreram no acidente os pilotos Marcos Martins e Geraldo Magela Barbosa da Cunha, além de  Alexandre Severo, fotógrafo, Marcelo Lyra, diretor de Fotografia, Carlos Augusto Leal Filho, conhecido como Carlos Percol, assessor, e PedroValadares Neto, também assessor. Carlos Percol: CC020113031 Carlos Percol era assessor de Eduardo e tinha se casado recentemente Foto: Reprodução / Facebook Carlos Augusto Ramos Leal Filho era conhecido como Carlos Percol e tinha 36 anos. Ele se formou em jornalismo na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Em 2006, se tornou assessor de imprensa do governador Eduardo Campos, deixando o governo em 2012. Em 2013, tornou-se secretário de Imprensa da Prefeitura do Recife, Ele deixou o cargo para trabalhar para a campanha de Eduardo. Percol era recém-casado e não tinha filhos. Pedro Valadares: pedrinho Pedro exerceu três mandatos de deputado federal Foto: Reprodução / Internet Outra vítima foi Pedro Almeida Valadares Neto, mais conhecido como Pedrinho Valadares. Ele nasceu no município de Simão Dias, em Sergipe, e tinha 49 anos. Era advogado e pós-graduado em Direito Penal. Ele também exerceu três mandatos de deputado federal pelo estado. Pedro era sobrinho do senador Antônio Carlos Valadares e durante a campanha presidencial do PSB, era o assessor direto de Eduardo Campos. Alexandre Severo: severo-2 Severo trabalho no Jornal do Commercio até 2011 Foto: Reprodução / Facebook O fotógrafo oficial da campanha Alexandre Severo Gomes e Silva tinha 36 anos. Ele nasceu no Recife e se mudou para São Paulo, onde começou a fotografar em 2002. Em 2011, graduou-se na Universidade Católica de Pernambuco e cursou fotografia na Fundação Armando Álvares Penteado, de 2012 a 2013. Ele trabalhou no Jornal do Commercio de 2005 a 2011. Alexandre ganhou notoriedade ao produzir o ensaio À Flor da Pele, que retratava o dia a dia de irmãos albinos em uma família de negros. Marcelo Lyra: marcelo-lyra Marcelo Lyra deixa mulher e duas filhas Foto: Reprodução / Facebook Marcelo de Oliveira Lyra tinha 37 anos, era casado e tinha um fillho de 1 ano de idade e uma menina de 18 anos. Ele trabalhava como fotógrafo e cinegrafista, mas era graduado em administração pela Faculdade de Olinda (Focca). Marcelo trabalhava como freelancer antes de entrar para a campanha de Eduardo Campos. Lyra também trabalhou para o Diário de Pernambuco.

Mais Lidas