Desrespeito a prazos e negativas de cobertura faz ANS suspender venda de 123 planos de saúde

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/08/2014 às 8:05
Leitura:
plano de s Foto: Reprodução / Internet A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) proíbe, a partir deste sábado (16), a venda de 123 planos de 28 operadoras por 90 dias. A ANS alega que as empresas estão negando de forma indevida cobertura, além de desrespeitarem os prazos máximos de atendimento. A medida busca proteger 1,1 usuários destas operadoras. Cerca de 13 mil reclamações foram realizadas entre os meses de março e junho de 2014. Em Pernambuco, quatro empresas tiveram a comercialização suspensa: Viva Planos de Saúde, Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda (Assefaz), Caixa Seguros Saúde e Allianz Saúde. Para o presidente regional da Associação Brasileira das Empresas de Medicina de Grupo (Abramge), Flávio Wanderley, o alto número de queixas não preocupa. [Confira na reportagem de Houldine Nascimento] Em contrapartida, 104 planos de 34 operadoras voltam a comercializar neste sábado (16). De acordo com a ANS, houve melhora do atendimento dessas empresas. A lista com o nome das operadoras suspensas pode ser conferida no site. A associação aplicou multas de R$ 80 a R$ 100 mil. Mais de 50 milhões de brasileiros dispõem de planos de assistência médica.

Mais Lidas