Campanha arrecada doações para irmãos albinos fotografados por Alexandre Severo


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/08/2014 às 8:55
Leitura:
Do Redator de Plantão da Rádio Jornal Foto: Alexandre Severo/JC Imagem Foto: Alexandre Severo/JC Imagem Em 2009, o cotidiano de crianças albinas nascidas numa família negra em Olinda chamou atenção do fotógrafo Alexandre Severo e do repórter João Valadares. O fato foi retratado em um caderno especial do Jornal do Commercio. As imagens reunidas no ensaio À Flor da Pele rapidamente circularam o mundo. Pelo trabalho, Severo recebeu menção honrosa no prêmio Vladimir Herzog. O fotógrafo pernambucano foi uma das vítimas fatais do trágico acidente aéreo em Santos, na última quarta-feira (13), quando trabalhava na campanha presidencial de Eduardo Campos. O corpo de Severo foi cremado em cerimônia para amigos e familiares realizada no Cemitério Morada da Paz, no último domingo (17), após o velório coletivo em frente ao Palácio do Campo das Princesas. Foto: reprodução/facebook Foto: reprodução/facebook As três crianças albinas, Kauã, Estefani e Ruth, viviam na época do ensaio na comunidade V9, em Olinda. Após a reportagem, a situação da família melhorou e eles agora moram em uma casa doada por um programa de TV, no bairro de Rio Doce. Mesmo com a mudança, os irmãos continuam passando por dificuldades financeiras. Por isso, o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) criou uma campanha para arrecadar doações. Quem quiser pode contribuir com protetor solar fator 100, camisas com proteção UVA-UVB, além de brinquedos, materiais escolares, livros e dvds de filmes infanto-juvenis. Os donativos podem ser entregues na portaria da TV Jornal, na Rua Capitão Lima, 250, Santo Amaro, na área Central do Recife. A mãe dos irmãos albinos, Rosemere, também disponibilizou um canal para contribuição através do telefone 8574-9294. O menino Kauã tem dificuldade para enxergar e necessita de óculos. O garoto também alimenta o sonho de se tornar fotógrafo, assim como foi o ídolo Alexandre Severo. Ouça na reportagem de Houldine Nascimento:

Mais Lidas