Prefeitos de Pernambuco devem assinar acordo para substituir lixões por aterros sanitários

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 26/08/2014 às 8:00
Leitura:
Atualizada às 10h30 73b51d6aca2a187148e94f375838b1d7 Em PE, São Lourenço da Mata e Camaragibe mantêm lixões Foto: Hélia Scheppa / JC Imagem Mais de 20 dias depois do prazo estabelecido por lei para o fim dos lixões, os prefeitos pernambucanos vão assinar um termo de compromisso ambiental com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A cerimônia está marcada às 9h, na sede da Associação Municipalista (Amupe), no bairro do Jiquiá, no Recife. Já confirmaram presença o procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon, além de representantes do Tribunal de Contas de Pernambuco, Agência estadual do Meio Ambiente (CPRH) e Secretaria estadual de Meio Ambiente. Os prefeitos que não assinarem o documento podem ser alvos de ação civil pública, ação de improbidade administrativa e ação penal por crime ambiental. A Política Nacional de Resíduos Sólidos estabeleceu um prazo de quatro anos para substituir os lixões por aterros sanitários. O repórter Rafael Carneiro acompanha a reunião:

Mais Lidas