Polícia Federal prende um professor de educação infantil suspeito de pedofilia em Caruaru


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/08/2014 às 10:45
Leitura:
Da Rádio Jornal, com informações da Polícia Federal Foto: divulgação/Polícia Federal Foto: divulgação/Polícia Federal A Polícia Federal em Pernambuco cumpriu, nessa terça-feira (26), três mandados de busca e apreensão em Caruaru e Recife. A "Operação Enigmah", nome dado em alusão à um dos investigados ser assinante da conta de email que tinha o mesmo nome enigmah2009, terminou com a prisão de um professor de 37 anos no bairro caruaruense de Petrópolis. Saiba mais na reportagem de Clarissa Siqueira, do Recife, e de Giovane Gomes, de Caruaru: As investigações tiveram início no começo de 2013 a partir de informações encaminhadas por um grande provedor nacional de internet, que detectou a existência de um usuário criador de um site que disponibilizava pornografia envolvendo crianças e adolescentes. O crime que está sendo investigado pode gerar pena de reclusão de 3 a 6 anos. Dos três endereços visitados pelos federais, apenas em um foi possível apreender mídias de cds, notebook, dvds e discos rígidos. A partir deste material, os peritos criminais federais conseguiram provas para prender de imediato o professor de 37 anos que trabalha exercendo a função de educador em um projeto do Governo do Estado com crianças, adolescentes e idosos numa escola de Caruaru/PE. Após o término das buscas o detido foi autuado em flagrante por possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. O suspeito foi ouvido na delegacia, pagou fiança no valor de R$ 10 mil e foi liberado. Durante interrogatório, o preso informou que vinha acessando sites de pornografia infantil e trocando arquivos com outras pessoas suspeitas via e-mail há dois anos, no intuito de descobrir quem são os criminosos que molestam e atacam criança através da pedofilia, porém nunca prejudicou qualquer criança ou manteve relação sexual com nenhuma delas. A polícia está investigando a hipótese, embora não acredite que seja verdadeira. HISTÓRICO Em 2013, a Polícia Federal instaurou 1500 inquéritos para investigar casos de pornografia infantil na internet. Este ano,  500 inquéritos já foram instaurados em todo o Brasil. Em Pernambuco, foram desenvolvidas nove operações, cumpridos 34 mandados de busca e apreensão, que resultaram na prisão de cinco pessoas em flagrante. Nesse período, foram detectadas vinte cidades com registro de pornografia infantil, e dezessete suspeitos estão sendo investigados, alguns já foram indiciados e irão responder ao processo em liberdade.

Mais Lidas