Assembleia em dois horários define se rodoviários realizam nova paralisação dos ônibus


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/08/2014 às 6:47
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizada às 11h40 Em passeata pelo Centro do Recife, rodoviários pediam a volta do reajuste. Foto: Lélia Perlim/Rádio Jornal Em passeata pelo Centro do Recife na última segunda-feira (25), rodoviários pediam a volta do reajuste. Foto: Lélia Perlim/Rádio Jornal 69aed062f5deb6736086aaac09250f71 Na segunda-feira (25), TIs ficaram sem ônibus até às 8h Foto: Edmar Melo / JC Imagem Nesta quinta-feira (28), os motoristas, cobradores e fiscais do transporte público da Região Metropolitana do Recife se reúnem para decidir quais serão os novos passos da ação que tenta recuperar os reajustes conseguidos em julho e suspenso pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). Os dois encontros acontecem na sede do Sindicato dos Rodoviários, em Santo Amaro. Na primeira reunião, das 9h30, eles votaram por uma paralisação de advertência, nesta sexta-feira (29), das 4h às 8h. Às 15h30, haverá nova assembleia com os motoristas e cobradores que trabalham no turno da manhã, em que será feita nova votação. Ao final do dia, será anunciada a decisão definitiva. 6a08a31fd9e5f74d9b590e9dbfd698b6 Rodoviários votaram por paralisação na manhã desta sexta (29) Foto: Lorena Barros / JC Trânsito O clima entre os trabalhadores é de insatisfação pela perca dos 75% de reajuste no tíquete alimentação, que havia passado de de R$ 171 para R$ 300 no mês em acordo feito no Tribunal Regional da 6ª Região (TRT-PE) em 30 de julho. Com a reconsideração, ficam mantidos os pisos de R$ 1.765,50 para motoristas, R$ 1.141,69 para fiscais despachantes e R$ 812,13 para os cobradores. Vale lembrar que o tribunal superior do trabalho em Brasília vai julgar o recurso solicitado pelo sindicato que representa os donos das empresas de ônibus. Ainda não há uma data fixada, mas as expectativas são de que o processo seja analisado na segunda semana de setembro. A advogada do Sindicato dos Rodoviários, Maria Rita Albuquerque, afirma que a assembleia terá uma pauta de discussões: De acordo com a assessoria de comunicação do sindicato, a possibilidade de uma nova greve também vai ser discutida durante as assembleias, mas os profissionais garantiram que qualquer decisão vai ser comunicada antes, para que a população não seja pega de surpresa. O sindicato assegura seguir os trâmites legais necessários. De acordo com a categoria, 22 mil trabalhadores rodoviários atuam no sistema de transporte de Pernambuco.

Mais Lidas