Na primeira pesquisa após morte de Eduardo, Paulo empata com Armando

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/08/2014 às 17:11
Leitura:

candidatos a governador pernambuco

A segunda rodada de pesquisas do Instituto de Pesquisas Maurício de Nassau (IPMN), encomendada pelo Jornal do Commercio, mostra que se acirrou de vez a disputa pelo Governo de Pernambuco. Na primeira pesquisa do instituto feita após a morte de Eduardo Campos, o ex-secretário da fazenda Paulo Câmara (PSB) subiu 18 pontos e alcançou o senador Armando Monteiro (PTB), que caiu 5 pontos. Armando, no entanto, segue numericamente à frente com 32% das intenções de voto contra 28% do socialista. Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB) e Zé Gomes (PSOL) aparecem com 1% cada. O percentual de eleitores que pretende anular o voto despencou de 28% para 14%. Já o número de indecisos passou de 21% para 24%. Essa foi a primeira pesquisa do IPMN após o trágico acidente que resultou na morte do ex-governador e candidato a presidente Eduardo Campos (PSB). As entrevistas foram realizadas nos dias 25 e 26 de agosto e foram entrevistadas 2 mil e 480 pessoas. A pesquisa foi contratada pelo Jornal do Commercio e pelo portal de Notícias Leia Já e tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Na Justiça eleitoral, a pesquisa foi registrada sob o número PE-00018/2014. Armando Monteiro lidera a disputa em três das cinco principais regiões do estado, com destaque para o Sertão, onde tem 44% das intenções de voto contra 24% de Paulo Câmara. Já o candidato do PSB tem como melhor desempenho a Região Metropolitana do Recife, empatando com o petebista (27% x 27%). Na capital pernambucana, Paulo abre dez pontos de vantagem (37% x 27%). Rejeição Armando Monteiro e Paulo Câmara aparecem em situação de equilíbrio nos índices de rejeição. De acordo com a pesquisa, 11% dos entrevistados têm medo da vitória de Armando e outros 7% temem a eleição do candidato socialista. Em relação a quem é mais preparado, Armando aparece na frente com 32% das menções e Paulo Câmara é citado por 27%. Ouça os números da pesquisa na matéria de Maysa Salsa, no flash abaixo. João Paulo mantém liderança para o Senado, mas Fernando reduz vantagem para 10 pontos JP e FBC De acordo com a segunda pesquisa do Instituto de Pesquisas Maurício de Nassau (IPMN) a corrida pela única vaga para o Senado nas eleições de outubro ficaram mais acirradas. O ex-prefeito do Recife e deputado federal João Paulo (PT) se mantém na frente com 29% das intenções de voto, um ponto a menos do que no último levantamento. Já o ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), subiu de 13 para 19% das intenções de voto. Albanise Pires (PSOL) e Simone Fontana (PSTU) têm 1% das intenções de voto cada. O número de votos brancos e nulos caiu, mas continua alto, passando de 31 para 26%. Já o percentual de indecisos foi de 23 para 24%. Os dois candidatos lideram em suas áreas de maior atuação. João Paulo tem 41% no Recife, cidade que governou durante oito anos, contra 17% de Fernando. Já o candidato do PSB, que foi prefeito de Petrolina,alcança 55% das intenções de voto no sertão do São Francisco contra 12% de João Paulo. Essa foi a primeira pesquisa IPMN, encomendada pelo Jornal do Commercio e pelo portal Leia Já, após a trágica morte do ex-governador Eduardo Campos (PSB).

Mais Lidas