Com salários atrasados, garis de Olinda paralisam atividades por tempo indeterminado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/09/2014 às 17:32
Leitura:
Com informações do JC Online Foto Ilustrativa Foto Ilustrativa

Os trabalhadores de limpeza urbana de Olinda, na Região Metropolitana do Recife, realizaram uma paralisação na manhã desta terça-feira (2) na Avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos. Um grupo de cerca de 100 garis se reuniu no local para negociação com a empresa responsável pelo setor, a Cael.

Os garis reivindicam o pagamento de tíquete-alimentação e salário atrasados, além de remuneração por hora-extra e revisão no valor do vale-transporte. Duas viaturas da Polícia Civil para acompanharam a manifestação. Após negociar com a empresa responsável, os garis resolveram manter a paralisação por tempo indeterminado.

O secretário de Serviços Públicos de Olinda, Manuel Sátiro, conversou com Everson Teixeira nesta tarde (2) e explicou que a greve não é dos funcionários da cidade, mas sim dos trabalhadores terceirizados. Ele disse que a coleta de entulhos está prejudicada, assim como os caminhões compactadores que fazem a coleta dos lixos das residências também está sofrendo o impacto.

Nesta quarta-feira (2), a prefeitura de Olinda vai se reunir com a empresa Cael para que uma solução seja tomada. Do contrário, a terceirizada poderá ser punida. Confira a entrevista completa:

Mais Lidas