Ônibus do Grande Recife começam a contar com sistema de biometria dos usuários do cartão VEM

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/09/2014 às 10:20
Leitura:

Com informações do blog De Olho no Trânsito

MS030914011tttt Biometria está sendo usada junto com cartão VEM Foto: Michele Souza / JC Imagem Em tempos de discussão sobre a coerência entre custo e qualidade do transporte público urbano brasileiro, a Região Metropolitana do Recife começa a testar a biometria digital, uma ferramenta fundamental para acabar com as fraudes no uso das gratuidades, que encarecem a operação e terminam sendo bancadas pelo usuário que paga a passagem inteira. Por enquanto, apenas 39% dos passageiros que possuem o benefício da gratuidade estão aptos a fazer uso da nova tecnologia nos ônibus. Mas a meta é incluir todos até o ano que vem. O público alvo principal no Grande Recife são os usuários do cartão VEM Livre Acesso e do VEM Estudantil. Em muitas cidades brasileiras os idosos também integram o grupo, mas por enquanto não há previsão para eles iniciarem o cadastro biométrico no sistema metropolitano recifense.

Segundo informações da Urbana-PE, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco, 60% da frota de 3.600 ônibus em circulação no sistema já está com o equipamento embarcado, composto de um leitor digital, que fica integrado ao leitor dos cartões VEM, ao lado da catraca. A operação da ferramenta é simples: depois de fazer o cadastro no Posto do VEM, na Boa Vista, Centro do Recife, o passageiro embarca normalmente no ônibus e, ao apresentar o cartão, é solicitada a digital.

Em entrevista à JC News com Wagner Gomes, o presidente da Urbana, Fernando Bandeira, fala da importância da inclusão da tecnologia nos ônibus e responde críticas sobre filas geradas dos ônibus por causa do procedimento e de falhas na leitura das digitais:

Mais Lidas