Após paralisação na sexta-feira, Detran-PE volta a funcionar com acúmulo de demanda

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/09/2014 às 16:10
Leitura:

b9808e4881f165519e1ff6df510e538e Na sexta, apenas entrega de documentos era feita Foto: Marcos Oliveira / JC 

Confusão e longa espera marcaram o sábado (6) de quem precisou utilizar o atendimento do Detran do Shopping Tacaruna, em Olinda, para fazer vistorias em carros e motos. Os usuários denunciaram o reduzido quadro de funcionários, que contou com apenas um vistoriador, e apontaram a paralisação do Detran, na sexta-feira (5), como causa para o excesso de pessoas em busca do atendimento.

O agente de aeroporto, Bruno Lima, chegou ao Detran do Tacaruna por volta das 6h30. Depois de cinco horas, o veículo dele ainda não tinha sido vistoriado. A situação revoltou o motorista que fez duras críticas ao serviço.

Outro usuário que também estava insatisfeito foi o professor Flávio Carvalho. Desde a quinta-feira (4) ele tenta a vistoria, mas sem sucesso. Na sexta, ele passou cerca de dez horas aguardando o atendimento que não foi concretizado.

A paralisação dos funcionários do Detran na sexta aconteceu depois que o plano de saúde da categoria sofreu uma limitação no número de atendimentos. O Sindicato dos Servidores do Detran de Pernambuco (Sindetran-PE) aguarda um posicionamento da Secretaria de Administração do Estado quanto à proposta deles de contratação imediata de um novo plano. Caso não haja resposta, uma nova assembleia vai ser realizada no próximo dia 12. Na ocasião, os servidores devem decidir se entram ou não em greve.

Mais Lidas