Servidores do Hospital Getúlio Vargas fazem novo protesto por melhoria na estrutura do prédio


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/09/2014 às 12:14
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizada às 14h30 Nesta segunda-feira (8), os servidores do Hospital Getúlio Vargas (HGV), no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, se reuniram para realizar um protesto por melhores condições de trabalho. Eles decidiram por paralisar as atividades por tempo indeterminado após o reboco do teto da sala de recuperação do Bloco G cair, na semana passada. A manifestação aconteceu na frente da unidade. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Seguridade Social no Estado de Pernambuco (Sindsaúde), Tiago Oliveira, o movimento não é por salário, e sim de proteção à vida. "[Partes da estrutura] como teto, parede, vêm desmoronando, trazendo riscos aos trabalhadores e principalmente à vida dos pacientes, que muitas vezes não podem se mexer", afirmou. Ainda segundo Oliveira, a categoria não está em greve: "Estamos aqui, no local de trabalho, mas pedimos uma redistribuição dos trabalhadores em outros espaços enquanto a reforma não inicia". De acordo com os trabalhadores, apenas os serviços de urgência estão funcionando no Bloco G - o "mais crítico" - do hospital. A Secretaria Estadual de Saúde informou que se posicionará por meio de nota. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

Mais Lidas