Tribunal Regional do Trabalho sugere que os rodoviários aceitem decisão do TST


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/09/2014 às 14:30
Leitura:

1955cc278b99a7c82c2c1c74f1809ba0 Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem

Uma reunião entre rodoviários e patrões aconteceu na manhã desta quarta-feira (10), na sede do TRT, no Cais do Apolo, mediada pelo presidente em exercício do TRT-PE, o desembargador Pedro Paulo Pereira Nóbrega.  A proposta do TRT foi de suspender o dissídio sobre a ilegalidade das paralisações e que os rodoviários aceitem a decisão do TST. Outra reunião acontecerá próxima terça-feira. Em assembleia realizada em dois turnos, na terça-feira (09) os rodoviários descartaram,  a possibilidade de uma nova paralisação. Este direcionamento foi aceito por cerca de 40 pessoas que estiveram na sede do sindicato, em Santo Amaro, na região central do Recife, pela manhã e também na votação realizada à tarde, no mesmo local. O encontro ocorreu um dia depois do julgamento no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, onde foi determinado reajuste linear de 10% no salário e no tíquete alimentação dos trabalhadores. Todos os detalhes da decisão foram repassados pelo presidente eleito do Rodoviários, Benilson Custódio e advogados. O assessor do Sindicato dos Rodoviários, Genildo Pereira, tranquiliza a população. Ouça na reportagem de Rafael Carneiro: O advogado do Sindicato dos Rodoviários, Ricardo Estevan também falou sobre a decisão após a assembleia realizada pela tarde. Ouça na reportagem de Lélia Perlim: Já o julgamento da legalidade das três paralisações da categoria, marcada para às 10h, no Tribunal Regional do Trabalho da 6ª região, foi cancelado. A decisão foi sugerida pelo desembargador Ivanildo Andrade, para que as partes entrem em acordo de forma amigável. Caso não haja entendimento, o novo julgamento está marcado para o dia 18 deste mês.

Mais Lidas