Há 13 anos, ataque no WTC abalava população e mudava rumos da política internacional

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/09/2014 às 18:57
Leitura:

Atualizado às 18h57

Ataque-World-Trade-Center Foto: Reprodução / Internet

Há 13 anos, o mundo testemunhou o maior ataque terrorista da história da humanidade: o atentado ao World Trade Center, em New York. No 11 de setembro de 2001, quatro aviões comerciais foram sequestrados por 19 terroristas ligados à Al-Qaeda. Dois deles atingiram as torres gêmeas, um caiu no Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, e o último, caiu em campo aberto na cidade da Pensilvânia. Três mil pessoas morreram. Desde então, todos os anos, uma série de homenagens é feita às vítimas do ataque terrorista.

O responsável pelo ataque, Osama Bin Laden, líder da rede terrorista Al-Qaeda, morreu em 2011, exatamente 10 anos depois do atentado. Ele foi morto em uma operação entre a inteligência do exército norte-americano e o governo do Paquistão. Em discurso realizado na época, Barack Obama lembrou a morte de milhares de inocentes durante o ataque organizado por Bin Laden.

A economia mundial não foi afetada a longo prazo depois do atentado há 13 anos, de acordo com Filipe Reis Melo, doutor em Economia e professor da Universidade Estadual da Paraíba, do Departamento de Relações Internacionais. Para o cientista político Hely Ferreira, depois do ataque do 11 de setembro, os Estados Unidos são vistos pelo mundo com outros olhos:

Em maio deste ano, o museu 11 de setembro foi inaugurado em New York. Ele fica onde antes havia as torres gêmeas do World Trade Center. No local, os visitantes podem entender, em uma mostra, o que aconteceu no atentado. Em novembro deste ano, deve ser aberto o edifício mais alto dos Estados Unidos. O World Trade Center 1 é o principal prédio do complexo erguido na área devastada pelos terroristas. Para o professor de Relações Públicas e Cônsul da República de Malta, Tales de Castro, sem dúvida, a humanidade ainda vai lembrar dessa data por muito tempo.

Mais Lidas