Três homens são presos com um milhão de cigarros contrabandeados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/09/2014 às 8:49
Leitura:
Foto: Divulgação/Polícia Federal Foto: Divulgação/Polícia Federal A Polícia Federal prendeu, nessa quarta-feira (10), três homens suspeitos de contrabandear cigarros fabricados no Paraguai. O caminhão contendo cem caixas de cigarro e mais de um milhão de unidades havia saído de São Paulo (SP) com destino a Barbalha (CE) e foi interceptado em Cabrobó, no Sertão Pernambucano. Entre os presos estão o motorista Antônio Barbosa de Albuquerque, de 45 anos, Cícero Antônio Leite, agricultor de 45 anos, e Orlando Nicolau Rocha, comerciante de 44 anos que já havia sido preso duas vezes pelo mesmo crime. A carga seria comprada por R$ 3 mil por Cícero e Orlando. As prisões foram realizadas após investigações, que resultaram no rastreamento do caminhão usado para transportar a carga de cigarros contrabandeados do Paraguai, cuja comercialização e venda no Brasil são proibidas. Com essas informações, foi montada uma barreira policial na cidade de Cabrobó, com apoio de policiais militares. O crime foi constatado quando o veículo foi parado no bloqueio policial. Foto: Divulgação/Polícia Federal Foto: Divulgação/Polícia Federal NOVA LEGISLAÇÃO Em 27 de junho, a presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que aumenta a punição para o crime de contrabando. A nova legislação, eleva a pena para o crime de contrabando de 1 a 4 anos de prisão para 2 a 5 anos. Antes quem era preso com contrabando pagava fiança e respondia ao processo em liberdade, agora quem for preso com cigarros contrabandeados por exemplo não terá o benefício da fiança e irá direto para o presídio. HISTÓRIA Esta é a quarta apreensão de cigarros contrabandeados do Paraguai e já totaliza de 10.062 pacotes que correspondem a 2 milhões de cigarros apreendidos em Pernambuco. No ano passado, a Polícia Federal apreendeu em todo o estado a quantia de 37.500 pacotes o que representa 7.500.000 cigarros.

Mais Lidas