Foragido da justiça, ex-apresentador de TV Denny Oliveira, é preso na Paraíba

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/09/2014 às 0:35
Leitura:
Atualizado às 15h12 denny-oliveira Foto: JC Imagem

Nesta sexta-feira (12), a Polícia Civil realizou coletiva de imprensa sobre a prisão do comunicador e apresentador de TV, Dennilson Oliveira Lima mais conhecido como Denny. Ele foi preso na quinta-feira (11), no município de Campina Grande, Paraíba. O radialista foi encaminhado ao Centro de Observações e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. Saiba mais na reportagem de Lélia Perlim:

Ouça, na íntegra, coletiva com a delegada responsável pelo caso: O comunicador foi condenado em 2010 pelos crimes de estupro, atentado violento ao pudor e por oferecer bebida a menor. A informação foi dada em primeira mão pelo repórter Roberto Carvalho na Rádio Jornal: Dennilson Oliveira Lima foi julgado em 16 de novembro de 2012 e condenado a 15 anos de prisão sob acusação de estupro e atentado violento ao pudor contra quatro adolescentes. Denny foi preso em um apartamento localizado no Bairro das Nações. Segundo a polícia, ele estava sozinho e não ofereceu resistência à prisão. A operação foi realizada por uma equipe da Delegacia de Capturas de Pernambuco com apoio da Polícia da Paraíba, que cumpriu mandado de prisão expedido contra o ex-apresentador. CASO - Denny Oliveira foi julgado em 16 de novembro de 2010. Ele foi condenado a 15 anos de prisão, sob acusação de estupro e atentado violento ao pudor contra quatro adolescentes. Em novembro de 2011, o apresentador teve a pena aumentada para 24 anos e sete meses de prisão, mas um erro da Justiça levou ao cancelamento. No início de 2012, Denny Oliveira teve o aumento de pena revisado. O caso Denny Oliveira veio à tona em 2006, quando mães de adolescentes menores de 12 anos denunciaram o radialista por abuso sexual. Na época, foi instaurado um inquérito pela Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), por solicitação da promotoria da Vara dos Crimes contra a Infância. O Ministério Público de Pernambuco apresentou denúncias contra Oliveira pelos crimes de atentado violento ao pudor, estupro e oferecimento de bebida alcoólica a pessoa menor de 18 anos, mas a prisão acabou sendo negada quatro vezes pela Justiça. Nas redes sociais, o assunto repercute bastante. Mesmo com as provas contundentes, um grupo de fãs considera as denúncias uma grande armação. Ouça abaixo um trecho entrevista concedida por Denny Oliveira, antes da condenação, onde negava tudo: Ouça agora um trecho de uma conversa com a imprensa onde Denny Oliveira, comemorava na época a anulação de uma sentença:

Mais Lidas