Sargento da Aeronáutica é preso em operação para coibir pornografia infantil


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/09/2014 às 10:28
Leitura:
Da Rádio Jornal, com informações do JC Online Atualizada às 15h Foto: divulgação/Polícia Federal Foto: divulgação/Polícia Federal

A operação "Lobo Online" da Polícia Federal prendeu um sargento da Aeronáutica, de 35 anos, por possuir e armazenar material pornográfico infantil. Ele foi preso em casa no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife. De acordo com a PF, o sargento afirmou que nunca molestou nem teve qualquer tipo de relação sexual com crianças.

A operação teve início após levantamento da Polícia Federal de São Paulo, que encontrou perfis suspeitos em quatro bairros do Recife. As informações foram repassadas aos policiais pernambucanos, que rastrearam os suspeitos de estarem trocando, compartilhando, publicando e armazenando vídeos e imagens contendo pornografia envolvendo crianças e adolescentes. Foram apreendidos na casa do sargento três discos rígidos, três cartões de memórias, um notebook e 11 DVDs com conteúdo pornográfico infantil.

O militar foi autuado em flagrante pelo crime de possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. Mas pagou fiança e responderá em liberdade. Caso condenado, o sargento pode cumprir de 1 a 4 anos de reclusão. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

Segundo a PF, o homem informou em depoimento que acessava diversos sites de pornografia e que também havia baixado os dois vídeos encontrados em seu computador com cenas de sexo envolvendo criança e adolescente com adultos. O sargento afirmou já ter baixado oito vídeos dessa natureza, mas que nunca manteve relação com crianças.

A Aeronáutica enviou um representante para acompanhar o interrogatório. A operação também realizou investigações nos bairros de Afogados, na zona oeste do Recife; Santo Aleixo, no município de Jaboatão dos Guararapes; e Casa Caiada, em Olinda, no Grande Recife, mas não encontrou nada que comprovasse o crime.

HISTÓRICO

Em Pernambuco nos anos de 2013 e 2014 foram instaurados 76 inquéritos policiais, desenvolvidas 10 operações, cumpridos 38 Mandados de Busca e Apreensão, e seis prisões em flagrante envolvendo casos de pornografia infantil na internet. Foram detectados 24 cidades com registro de pornografia com criança e adolescente e 21 suspeitos estão sendo investigados, alguns já foram indiciados e irão responder ao processo em liberdade.

Mais Lidas