Adolescente que paralisou as pernas depois de tomar uma injeção, aos poucos volta a andar

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/09/2014 às 18:33
Leitura:
A adolescente Vitória Leão, de 16 anos, já movimenta com dificuldade as pernas e consegue se locomover com a ajuda de muletas. Vitória perdeu a sensibilidade nos membros inferiores no último dia 8, quando foi ao Hospital Petronila Campos, em São Lourenço da Mata, sentindo dores causadas por uma infecção urinária. De acordo com a unidade de saúde, ela recebeu apenas uma injeção com antibióticos e dipirona. Por meio de nota, a Prefeitura de São Lourenço, que administra o local, apontou que não foi aplicado qualquer medicamento nos músculos, o que justificaria a paralisia. Segunda a mãe da menina, a dona de casa Cristiane Paixão, Vitória se sente depressiva, sem sentir a área onde a injeção foi aplicada. Ela garante que vai processar a unidade de saúde. A jovem voltou, nesta sexta-feira (19), para casa depois de passar por exames no Hospital da Restauração, na área central do Recife. Uma avaliação neurológica deve ficar pronta na próxima quarta-feira (24). Segundo o médico cirurgião, João Veiga, as causas da paralisia podem ser muitas. Em entrevista à Rádio Jornal, o médico, que ainda não conhece a jovem, se propôs a tratar Vitória no Hospital Tricentenário, em Olinda.

Mais Lidas