Aécio alfineta demora nas obras de transposição e diz que, no seu governo, obras vão ser iniciadas e concluídas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/10/2014 às 13:35
Leitura:
Foto: JC Imagem Foto: JC Imagem

O candidato à presidência pelo PSDB, Aécio Neves, concedeu entrevista exclusiva ao programa Supermanhã do comunicador Geraldo Freire, na Rádio Jornal, na manhã desta quarta-feira (22). O tucano agradeceu o apoio que recebeu dos representantes de Pernambuco: Paulo Câmara, Geraldo Júlio e Renata Campos.

No caso de vitória, Aécio afirmou que Pernambuco e o Nordeste serão tratados com total atenção, principalmente por respeito a memória do ex-governador Eduardo Campos.

Em relação às obras de desenvolvimento da região, o candidato assegura que, caso eleito, as construções vão ser iniciadas e concluídas. "No meu governo as obras vão começar e vão ser concluídas. Nós 'tamos' aí com a transposição (do Rio São Francisco) que era pra ter sido inaugurada em 2010 e nós já estamos em 2014, não se sabe quando fica pronta", exemplificou o candidato. "A Transnordestina da mesma forma: investimento feito, parou-se um período, começa agora lentamente, 10% dos trilhos estão no lugar. E nós temos um conjunto de outras obras de infraestrutura, que eu até dizia que eu serei um parceiro da duplicação da BR-232", completou.

Além disso, o tucano falou que, se eleito, daqui a quatro anos quer ser lembrado como o presidente que mais investiu na região Nordeste.

O governo do ex-presidente Lula foi mencionado pelo candidato do PSDB como importante para a democracia brasileira, mas Aécio acredita que há pontos que deixaram de atender a população mais pobre e precisam ser mudados.

Sobre as agressões trocadas em debates e campanhas com a candidata Dilma Rousseff, do PT, Aécio acredita que a postura do Partido dos Trabalhadores não condiz com a maturidade da democracia do país. O candidato também diz que a maior parte do material de campanha dele é composto de propostas.

Confira a matéria completa:

Mais Lidas