FHC diz que PT o demoniza, mas reconhece que Lula e Dilma fizeram mais pelo Nordeste


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/10/2014 às 8:21
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação Nesta quinta-feira (23),  o ex-presidente da República pelo PSDB, Fernando Henrique Cardoso, conversou com o comunicador Geraldo Freire, da Rádio Jornal. Foram cerca de dez minutos em que foram tratados temas recorrentes da campanha eleitoral, como investimentos no Nordeste, controle da inflação, segurança econômica e críticas ao governo feito por ele entre 1995 e 2002. Ouça a entrevista de Fernando Henrique Cardoso a Geraldo Freire completa no player abaixo: A entrevista começou com uma pergunta sobre a dificuldade de abastecimento de àgua em São Paulo. O ex-presidente afirmou que lá não tem faltado água porque é prédio e sempre se guarda. Nesse momento tem. Eu nunca sofri falta de água, disse. O estado vem sofrendo com a falta de água desde o primeiro semestre, situação que pode se agravar se não voltar a chover com intensidade. Fernando Henrique reforçou em diversos momentos que o PT e Lula tem um "obsessão" em desconstruir o que foi feito no governo dele para engrandecer o que foi feito nos 12 anos das gestões pestistas.  "Eles dizem queo Brasil avançou aqui e ali. É natural. O País está progredindo, mão está andando para trás. Não precisava ficar jogando preda do passado", completa. Sobre as campanhas de José Serra (2002 e 2010) e de Geraldo Alckimin (2006), que escondiam o legado deixado por ele, FHC diz que foi um erro achar que perderiam votos. 'Aécio rompeu com isso (esconder o governo FHC), enfrentou e está aí, competitivo", afrma. Confira os destaques da entrevista: RELAÇÃO COM O PT "Essa tática do PT, do presidente Lula, de demonizar o passado" "Assim que deixei o governo, o ministro da fazenda de Lula, Antônio Pallocci, veio agradecer por tudo que meu governo fez" "Hoje eles usam uma ideia de descontrução do passado. Isso se tornou uma obsessão do PT e do presidente Lula" "Fico muito triste com a presidente Dilma, porque acho ela uma pessoa mais íntegra" "Existe uma má-fé impressionante da campanha de Dilma comigo" POSSIBILIDADE DE NOVAS DISPUTAS "Hoje eu não pleiteio a nada, não recebo nem a aposentadoria de presidente" DEFESA DE SEU GOVERNO "Aécio rompeu com isso (esconder o governo FHC) e enfrentou." "Nós tiramos o Brasil da moratória, não o quebramos" INVESTIMENTOS NO NORDESTE "Reconheço que eles fizeram mais pelo Nordeste, até por causa da conjuntura" RELAÇÃO COM LULA "Conheço Lula desde a época do sindicato. Ele e a família dele já ficaram na minha casa de praia. Eu fico triste como uma pessoa se transforma desse jeito" Leia também: Eu não levo desaforo para casa. Se alguém mente, eu tenho que responder, diz Aécio Neves Nós não queremos nada de ninguém. Queremos recuperar o que tiraram do Nordeste, diz Lula Ouça agora o "Fazenedo História" de Fernando Henrique, que respondeu de forma espontânea e mal humorada, a uma interrupção em entrevista.

Mais Lidas