Audiência do caso Fernanda Nóbrega é adiada por não haver juiz para analisar o caso


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/10/2014 às 17:00
Leitura:
aa Fernanda Nóbrega morreu depois de cirurgia de gastroplastia Foto: Reprodução / Facebook

A primeira audiência sobre a morte da empresária Fernanda Patrícia Nóbrega, 26 anos, que deveria acontecer, nesta sexta-feira (24), foi adiada para o dia 9 de janeiro de 2015, às 15h. O médico Gustavo Menelau é indiciado por homicídio culposo, aquele que não há intenção de matar.

O adiamento aconteceu porque o juiz titular do caso, Francisco de Assis Galindo, está de férias e o substituto está à disposição da justiça eleitoral. O advogado que representa a família de Fernando Nóbrega lamentou a realidade do judiciário brasileiro:

Fernanda Patrícia Nóbrega morreu de tromboembolia pulmonar, em novembro de 2013. Ela se queixava de dores, mas os médicos diziam que era apenas emocional. O médico Gustavo Menelau também responde processo no Cremepe.

Mais Lidas