Após vitória e festa do PT, Recife começa a voltar à normalidade e eleitores cobram promessas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/10/2014 às 11:03
Leitura:

Marco-Zero Após resultado, eleitores de Dilma comemoraram no Marco Zero Foto: Guga Matos / JC Imagem

Após dedicada votação à chapa dos herdeiros de Eduardo Campos, recifenses escolherem votar em Dilma no segundo turno. No primeiro turno, embalados pela votação expressiva de Paulo Câmara (68,08%), os eleitores de Pernambuco deram a Marina Silva a única vitória em um estado do Nordeste. A socialista, que teve 48,05% dos votos no Estado, teve 63,33% em Recife. Enquanto isso, Dilma chegou a 44,22% e Aécio, ficou com 5,92%.

No segundo turno, mesmo que Marina tenha declarado apoio a Aécio, o recifense resolveu apostar as fichas na petista Dilma Rousseff, voltando a uma posição esquerdista que fez parte da história da cidade. Neste domingo, 70,20% dos eleitores pernambucanos e 59,20% dos recifenses foram de PT para os próximos quatro anos. O percentual ajudou a candidata na eleição nacional, já que ela fechou a votação com 54,64% dos votos.

Nesta segunda-feira (27), a clima era de comemoração, mas também de cobranças. O comerciante Carlos Augusto, afirma que espera que ela termine obras importantes como a transposição no Rio São Francisco e a melhoria da saúde, segurança e educação. A microempreendedora Fabrícia Bezerra ainda está comemorando o resultado e acredita que este mandato é a hora da petista mostrar a que veio e fazer um governo ainda melhor. Ouça na reportagem de Rafael Carneiro:

Mais Lidas