Economia e reforma política aparecem no topo da lista de desafios de Dilma Rousseff

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/10/2014 às 9:00
Leitura:

dilma-geral Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Na hora de decidir quem seria o próximo presidente do Brasil, 30.137.017 eleitores, pouco mais de 20% dos mais de 143 milhões de aptos a votar, deixaram de comparecer às urnas neste domingo. Além disso, 1.921.812 pessoas votaram em branco (1,71% do total) e mais 5.219.604 eleitores (4,73%) preferiram anular o voto.

Para se ter uma ideia, a diferença de votos entre Dilma e Aécio foi de apenas 3.459.963, resultado que podia ser ampliado, reduzido ou modificado se os eleitores tivessem ido às urnas. Apenas disto, o número de abstenções ficou dentro do esperado.

Dilma Rousseff chega ao final do primeiro mandato com a inflação superando o centro da meta estabelecida pelo governo. O Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no território nacional, deve apresentar um crescimento mínimo. Ao mesmo tempo em que o desemprego nunca esteve em um patamar tão baixo, chegando a 4,9% em setembro.

Enquanto isso, a taxa de juros básica da economia brasileira, a Selic, deve ficar em 11% até o final do ano. O economista Écio Costa explica que a presidente tem que adotar uma postura mais gerencial nos próximos quatro anos:

A presidente Dilma Rousseff chega ao fim do primeiro mandato enfrentando uma onda de denúncias de corrupção na Petrobras.

No campo político, a petista terá os socialistas do PSB reforçando a bancada de oposição na Câmara dos Deputados e no Senado. Mas um tema deve nortear o debate esta área: a reforma política, tema tratado exaustivamente na campanha.

O tema foi tratado com especial carinho pela petista no discurso feito após a declaração pós-eleição. Dilma assegurou que abrirá amplo espaço para debates sobre o tema.

Para o cientista Político, Thales Castro, propor um plebiscito sobre o assunto pode ser um mau negócio:

Mapa eleições presidenciais com estados Mapa mostra estados em que a Dilma ganhou e em que Aécio foi o favorito

Confira agora o discurso de Dilma Rousseff após o Tribunal Superior Eleitoral declarar oficialmente a vitótia da petista.

As eleições também trouxeram um o resultado da disputa para governador em 13 estados e no Distrito federal. No país, Partido dos Trabalhadores chega pela primeira vez ao governo do Ceará e perde reeleição no Rio Grande do Sul:

Confira a votação da petista e do tucano em cada estado do país na lista abaixo: tabela eleições

Mais Lidas