Deputado Guilherme Uchoa, presidente da Alepe, repercute criação de novos cargos na casa

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/10/2014 às 13:30
Leitura:
 Foto: JC Imagem
Foto: JC Imagem

A criação de cargos na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) deve aumentar em até 70% os custos da casa. Sobre a decisão, Antônio Martins Neto conversou com o deputado Guilherme Uchoa, presidente da Alepe e governador interino de Pernambuco.

A proposta é do deputado Eriberto Medeiros (PTC) e foi retirada de pauta da sessão da última terça-feira (28). Se os cargos forem criados, os suplentes receberão um reforço de 70% sobre a verba que já embolsam por gabinete. Por já contarem com a quantia de R$ 70 mil, dividido para o acréscimo seria então de R$ 49 mil. Ele explicou que a maioria dos Estados do Brasil já tem suplentes. "Está havendo uma falta de esclarecimento muito maior", corrigiu.

O deputado lamentou a falta de pessoal para o funcionamento da casa. "Hoje, a mesa diretora está apenas com o presidente, Claudiano Filho e Eriberto Medeiros. Tem só três (pessoas)", disse. "Se houver, isso raramente acontece, de um membro da mesa adoecer ou viajar, a casa não vai poder decidir nada. Vai se criar um impasse na mesa diretora, ficam seis. Se houver uma divergência, três a três, esse pessoal não vai ter assessoria" completou. "Todos os deputados da assembleia, que são 49, eles têm uma função além do exercício do mandato de deputado", explicou Uchôa. "Nós temos 13 comissões permanentes e tem sete membros na mesa, tem o líder da oposição e o líder do governo, e tem o líder dos partidos políticos que compõem a assembleia. Essas comissões não tem estrutura funcional, os deputados levam dos seus gabinetes pessoas parar poder movimentar as comissões", detalhou o deputado. "Talvez, pela atual estrutura da assembleia, onde foram eleitos mais 17 eleitos deputados de vários partidos diferentes, não existe ainda no quadro da casa ainda, deputado com disponibilidade para exercer esses cargos. Porque se colocar numa suplência de uma mesa diretora vai faltar deputado para as comissões", completou Uchôa.

Confira a entrevista completa:

Mais Lidas