Ministério Público Federal e OAB-PE vão investigar denúncias de preconceito contra nordestinos


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/10/2014 às 8:04
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Reprodução/Internet Foto: Reprodução/Internet A polêmica começou com o anúncio do resultado do segundo turno presidencial, que trouxe a vitória de Dilma Rousseff, presidente reeleita, e a derrota do tucano Aécio Neves. No facebook e no twitter surgiram mensagens agressivas e discriminatórias contra os nordestinos. A justificativa para o fato é que a petista teve grande porcentagem dos votos em todos os estados da Região. A punição pelo crime de incitação ao preconceito está prevista no Artigo 20 da Lei 7.716/89. A notícia-crime, protocolada nessa quarta-feira (30), será analisada por um dos procuradores do Ministério Público Federal. Adriana Rocha Coutinho, vice presidente da OAB Pernambuco, afirma que os excessos devem ser combatidos: Leia também: OAB orienta nordestinos a acionar a justiça por conta de ofensas na internet

Mais Lidas