Promotor do caso Serrambi, que morreu após transplante, é enterrado no Recife


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/11/2014 às 19:30
Leitura:

2d5555be9d3e6ea47747dc70984082cb Foto: Reprodução / Facebook Foi enterrado, neste sábado (1º), o ex-promotor de Justiça de Ipojuca, Miguel Sales. Ele morreu na sexta (31), após um transplante de coração. Miguel Sales adquiriu notoriedade pública quando, em 2010, defendeu os irmãos kombeiros Marcelo e Valdrido Lira, acusados de assassinar as adolescentes Maria Eduarda Dourado e Tarsila Gusmão, em Serrambi.

Em 2012, ele chegou a se candidatar à Prefeitura de Ipojuca, mas desistiu por falta de apoio político. De acordo com a enteada de Miguel Sales, ele estava bastante esperançoso com a cirurgia e incentivando as pessoas a doar órgãos:

Mais Lidas