Números parciais indicam que Pernambuco atingiu a meta da campanha de vacinação

Da Rádio Jornal

Da Rádio Jornal [caption id="attachment_109899" align="alignnone" width="420"]Marciano e o pai, o agricultor João Menezes em 2011. Foto: Série Reencontros/ JC Imgaem Marciano foi diagnosticado com a doença em 2008 e é o único sobrevivente brasileiro. Na foto, ele e o pai, o agricultor João Menezes em 2011. Foto: Série Reencontros/ JC Imagem[/caption] As informações finais serão divulgadas nesta segunda-feira (3) pelas prefeituras e secretaria estadual de saúde. Deveriam ser imunizados em todo o estado 890 mil cães e 386 mil gatos. A vacina é aplicada em animais a partir do terceiro mês de vida, exceto em fêmeas no estágio final de gestação. O medicamento impede a infecção e transmissão do vírus da raiva, ou hidrofobia. A raiva é uma doença viral e infecciosa causada por diversos tipos do gênero Lyssavirus, sendo transmitida ao homem pela saliva do animal contaminado na mordedura ou arranhão. O último caso confirmado em seres humanos no estado foi em 2008, em Floresta. O pernambucano Marciano Menezes da Silva, que foi mordido por um morcego enquanto dormia na casa de taipa, é o primeiro brasileiro a se curar da enfermidade por meio de um tratamento inovador. Ele faz parte de um seleto grupo de sete sobreviventes no mundo. Na Praça do Engenho do Meio, a merendeira Ilka Maria levou a cadela Princesa para ficar imune da doença: [uolmais_audio 15259760]

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO