Acusados pelo assassinato do professor de matemática em Chã de Alegria vão a júri popular


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/11/2014 às 15:40
Leitura:

linaldo Professor Linaldo Gomes da Silva foi assassinado em 2011 Foto: Reprodução/ Internet

O julgamento dos três acusados pelo assassinato do professor Linaldo Gomes, na época com 45 anos, continua na tarde desta terça-feira (4), no plenário da Câmara de Vereadores de Glória do Goitá, na Mata Norte.

O crime aconteceu em 10 de agosto de 2011, na casa do professor em Chã de Alegria. Os homens são acusados de homicídio triplamente qualificado. São eles, Wedson Rodrigues, de 23 anos, Luiz Paulo, 28, e Gustavo Francisco, de 37 anos. Todos aguardaram o julgamento presos, dois deles na cadeia pública de Glória do Goitá e um no presídio da Vitória de Santo Antão.

O clima é de comoção na cidade, a Câmara de Vereadores reúne familiares, amigos e alunos da vítima. A irmã do professor, Josiane Gomes, espera por justiça.

Embora o crime tenha acontecido em Chã de Alegria, o júri acontece em Glória em virtude do município fazer parte da comarca.

Mais Lidas