Pernambuco dá adeus ao poeta, cordelista, compositor e radialista Aldemar Paiva


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/11/2014 às 14:35
Leitura:

Atualizada às 14h de 05.11.2014

0d26ddeda78c9dc7bbeb467b07831e73202 Foto: Reprodução / Internet

Nesta quarta-feira (5), Pernambuco se despediu de Aldemar Paiva. O velório foi realizado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista. Amigos e fãs acompanham a cerimônia.

Nem todos os parentes puderem estar presentes neste adeus, então uma missa e as homenagens póstumas foram marcadas para o dia 28 de novembro, em local ainda a ser definido. Aldemar Paiva teve mais de 70 músicas escritas, a maioria frevos canções. Ele foi amigo de artistas e personalidades relevantes na cultura pernambucana, como o maestro Nelson Ferreira, grande parceiro em frevos clássicos, a exemplo do Frevo da Saudade.

Aldemar Buarque de Paiva, morreu na tarde desta terça-feira (4), aos 89 anos, vítima de insuficiência cardíaca. Ele estava internado no Hospital Jayme da Fonte, no Derby. O amigo da família, Reynaldo Oliveira, explica que Aldemar Paiva já havia se internado algumas vezes no hospital pelo mesmo problema:

O filho, Aldemar Paiva Filho, explica que, apesar das dificuldades respiratórias e da insuficiência renal, ele estava consciente, otimista e animado:

Aldemar Paiva nasceu em Maceió, em 20 de julho de 1925. Ele era poeta, cordelista, radialista, jornalista, compositor, produtor artístico e publicitário. Aldemar fundou a Rádio Difusora de Alagoas em 1948, e, três anos depois, em 1951, veio para o Recife. Foi produtor e apresentador durante 25 anos do programa "Pernambuco, você é meu", líder de audiência nacional.

Ele foi autor de diversos livros, entre eles a chegada de Nelson Ferreira no Céu, Monólogos e Outros Poemas, O Causo Eu Conto e Encontro de Capiba com Nelson Ferreira. Ele deixa três filhos.

Mais Lidas