Estudo mostra 26 cidades de Pernambuco com alto risco de transmissão de dengue e chikungunya

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/11/2014 às 12:40
Leitura:

e715c4e3fa475ce5e6e9bd583439c470 Focos de água parada são onde mosquitos se reproduzem Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

A dengue e a chikungunya voltam a preocupar Pernambuco. O Ministério da Saúde divulgou resultado do último levantamento do índice de infestação do mosquito Aedes aegypti e apontou alto risco de epidemia das doenças transmitidas pelos mosquitos. 96 cidades do Nordeste estão na lista. Só em Pernambuco, são 26. A maioria das cidades está localizada no Agreste e no Sertão.

A pesquisa é considerada essencial para coordenar o controle das doenças. Ao todo, 1463 cidades brasileiras participaram do estudo. A cada 100 casas visitadas, em quatro foram encontrados focos transmissores.

Em entrevista à JC News com Wagner Gomes, a coordenadora do Programa de Combate à Dengue da Secretaria de Saúde de Pernambuco, Claudenice Pontes, explica que, com a pesquisa, se pôde fazer uma antecipação do diagnóstico. O estado ainda não teve nenhum caso de chikungunya registrado. A doença é muito parecida com a dengue, mas tem nos sintomas, intensificação nas dores articulares.

Mais Lidas