Com os salários atrasados, funcionários da Alusa Engenharia paralisam as atividades

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/11/2014 às 9:43
Leitura:

Da Rádio  JC News

Imagem Ilustrativa: Guga Matos / JC Imagem Imagem Ilustrativa: Guga Matos / JC Imagem

Funcionários da Alusa Engenharia, empresa responsável pela instalação da subestação da Refinaria Abreu e Lima, estão com as atividades paralisadas desde o início da manhã desta quinta-feira (6). Eles reivindicam o pagamento de salários atrasados, do vale alimentação, além da rescisão de contrato de uma parcela de trabalhadores que já foi afastada do serviço, devido à diminuição da demanda.

Uma greve chegou a ser iniciada na última sexta-feira (30), mas durante reunião de negociação realizada entre a Alusa engenharia e o sindicato que representa a categoria, a Alusa declarou que todo o débito seria quitado até o próximo dia 10 de novembro, se os funcionários voltassem aos postos de trabalho.

De acordo com o assessor de crises do Sintepav, Leodelson Bastos, a Alusa teria informado, ontem à noite, que não cumpriria o acordo porque a Petrobrás deixou de repassar para a empresa R$ 1,8 bilhão, de onde sairia os pagamentos dos trabalhadores. Os trabalhadores não estão fazendo protesto nem fechando as vias de acesso à Suape.

Mais Lidas