Ambulantes da praça do Marco Zero são transferidos para rua em frente ao ponto turístico


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/11/2014 às 14:15
Leitura:

comercio-informal-marco-zero-2R211014010 Foto: acervo JC Imagem

Segue até o mês de janeiro do próximo ano, o esquema de fiscalização do comércio informal na praça do Marco Zero, iniciado na noite dessa quinta-feira (6), pela Prefeitura do Recife. A iniciativa ocorre devido ao aumento no fluxo de visitantes e comerciantes informais na área. Para o trabalho, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano disponibiliza 30 fiscais nas rondas das quintas aos domingos, das 7h às 2h, proibindo que seja comercializado qualquer tipo de produto ou instalado algum equipamento no espaço do Marco Zero.

O ambulante que não cumprir a nova ordem vai sofrer algumas penalidades, como a apreensão da mercadoria e a não-expedição do cadastro. O reforço na fiscalização está inserido em um projeto de práticas que buscam resgatar a beleza do Bairro do Recife, além de trazer os recifenses de volta para o meio de paisagens históricas da cidade.

A secretaria-executiva de Controle Urbano realizou, no mês passado, o levantamento e cadastramento dos comerciantes que atuavam diariamente na área, totalizando 92. Eles vão receber crachás provisórios e serão autorizados a comercializar na Rua Vigário Tenório, no Recife Antigo.

Mais Lidas