Motoristas correm para postos de gasolina, mas combustível já está mais caro no Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/11/2014 às 9:57
Leitura:

com informações da Agência Brasil Atualizada às 15h21

80278a77db70a5dab307d1011c57f02e Foto: Igo Bione / JC Imagem

A Petrobras divulgou,nessa quinta-feira (6), os percentuais de aumento da gasolina e do diesel. A decisão de reajustar o preço dos combustíveis havia sido acertada, na última terça-feira (4), durante reunião do Conselho de Administração da estatal, mas os valores não foram divulgados.

Os preços de venda nas refinarias sofrerão reajuste de 3% para a gasolina A e 5% para o diesel. A estatal esclareceu ainda que os preços sobre os quais incide o reajuste anunciado não incluem os tributos: Cide, PIS/Cofins e ICMS.

No Recife, o aumento já pode ser sentido no bolso do consumidor. Na quinta (6), em posto onde a gasolina era encontrada a R$ 2,64, nesta sexta já custa R$ 2,69, em "promoção". Já em outros postos do Centro, o combustível é encontrado a R$ 2,77 e até R$ 2,99. Apesar dos preços já altos, motoristas correm para abastecer o tanque, esperando que o combustível fique ainda mais caro nos próximos dias.

Em entrevista à JC News com Antônio Martins Neto, Alfredo Pinheiro Ramos, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo (Sindicombustíveis) diz que não é possível dizer em quanto, exatamente, os combustíveis vão aumentar, já que o mercado livre determina que cada distribuidora estabeleça seu preço, de acordo com a concorrência. Ele também diz ser importante deixar claro que esse aumento não vai ter nenhuma vantagem para os donos dos postos e é uma determinação do governo federal.

O último aumento havia acontecido no fim de novembro de 2013, quanto foi fixado aumento de 4% na gasolina e 8% no diesel.

Wagner Gomes também repercutiu o assunto com o economista Breno Almeida e com o presidente Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçucar), Renato Cunha. Confira:

Mais Lidas