Mulher de 32 anos tem mal súbito e morre em escola onde faria a prova do ENEM


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/11/2014 às 15:04
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizada às 18h27 Foto: Ana Maria Miranda/NE10 Foto: Ana Maria Miranda/NE10 Edvânia Florindo de Assis, de 32 anos, chegou com muita pressa para não perder a hora da entrada e passou mal. Ela chegou a receber os promeiros socorros pelo Samu e Corpo de Bombeiros, mas não resistiu. As primeiras informações, dadas pelos socorristas do Corpo de Bombeiros, é que a estudante de Nutrição havia sofrido um aneurisma hemorrágico, porém o Instituto de Medicina Legal acabou confirmando um infarto. A candidata tinha o sonho de estudar na Universidade Federal de Pernambuco, ou conseguir uma bolsa na Faculdade  Maurício de Nassau, onde estudava Nutrição. Saiba mais na reportagem de Aracely Nóbrega: Por volta das 17h, o Ministério da Educação lançou nota de pesar onde lamenta morte da estudante. Confira o texo abaixo: O Ministério da Educação (MEC) lamenta profundamente a morte da participante do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 Edivania Florinda de Assis, ocorrida neste sábado, 8, em Olinda, no Colégio Santa Emília, onde faria as provas. Nesta oportunidade, o MEC se solidariza com a sua família. Assessoria de Comunicação Social A presidente Dilma Rousseff, em sua página oficial do facebook, também lamentou a morte de Edvânia. Leia: Presto minha solidariedade à família e aos amigos da candidata Edivania de Assis, cuja morte ocorreu quando ela se preparava para as provas do Enem, em Olinda (PE). PROVAS - Apesar do incidente, as provas do Enem no Colégio Santa Emília foram aplicadas normalmente. Os alunos que saíam do colégio por volta das 14h30 disseram que não perceberam quaisquer alterações no movimento dentro do colégio e só ficavam sabendo do fato através dos repórteres ou de colegas que já estavam do lado de fora.

Mais Lidas