Emoção marca sepultamento da candidata que morreu após chegar ao local da prova


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/11/2014 às 9:14
Leitura:
Foto: reprodução/TV Jornal Foto: reprodução/TV Jornal O corpo de Edvânia Florinda de Assis foi enterrado no Cemitério de Águas Cumpridas em Olinda neste domingo (9). A estudante de 32 anos faleceu minutos depois de entrar num colégio particular em Jardim Atlântico, Olinda, no sábado (8).  Testemunhas contam que ela encarou um ônibus lotado e teve que correr 300 metros para não perder o horário de entrada para a prova do ENEM. Um policial militar e uma enfermeira, que estavam de plantão no colégio, fizeram os primeiros socorros. Edvânia chegou a acordar, mas desmaiou novamente. De acordo com o Instituto de Medicina Legal (IML), Edvânia Florinda morreu por edema agudo pulmonar. Os familiares alegam que a candidata, que deixou dois filhos de onze e de três, não apresentava problemas cardíacos. O viúvo, o comerciante Ginaldo Antônio se mostra incrédulo diante da morte da mulher antes da prova: Leia também: Mulher de 32 anos tem mal súbito e morre em escola onde faria a prova do ENEM

Mais Lidas