Após prisões, atividades seguem normalmente no Pernambuco Dá Sorte

Da Rádio Jornal

[caption id="attachment_110748" align="alignnone" width="437"]Polícia divulgou a fraude na manhã de quarta-feira (13) Polícia divulgou a fraude na manhã de quarta-feira (13)[/caption]

Os representantes dos empresários que foram presos ligados ao título de capitalização “Pernambuco Dá Sorte” afirmam que as atividades seguem normalmente, na sede da empresa na Iputinga, Zona Oeste do Recife.

A Operação do Trevo da Polícia Federal contou com cerca de 300 agentes e teve como objetivo cumprir 36 mandados de prisão em 13 Estados.

De acordo com a polícia federal, o instituto Ativa Brasil, sediado em Belo Horizonte, Minas Gerais, não repassava as verbas para as instituições de caridade o grupo é ligado ao “Pernambuco Dá Sorte”.

O advogado de defesa dos empresários e diretores do título de capitalização, Alexandre Lustosa, explica quais são as acusações contra os empresários. Confira na reportagem de Daniela Venâncio:

[uolmais_audio 15274192]

As vendas das cartelas foram suspensas e o sorteio programado para este domingo (16) foi cancelado. O advogado de defesa, afirma que as atividades seguem na sede da empresa do título de capitalização.

Não houve nenhuma denúncia por parte dos funcionários do título de capitalização na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Pernambuco.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO