Audiência pública discute plano urbanístico para Vila Naval do Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/11/2014 às 15:15
Leitura:

09fc5e121bad57ceff5574bd7e22c2fb Foto: Igo Bione / JC Imagem

A Prefeitura do Recife apresentou, nesta quarta-feira (19), o projeto de lei que estabelece parâmetros para construção na área da Vila Naval no bairro de Santo Amaro, na região central do Recife. O espaço de 125 mil metros quadrados, localizado dentro da Zona Especial de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural 19, vai da praça 11 de junho, em frente à vice-governadoria do estado, até a Escola de Aprendizes Marinheiros, no limite com Olinda. [A repórter Lélia Perlim traz as informações]

A divulgação de detalhes do projeto foi feita em audiência pública promovida pela Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Urbano do Recife, no auditório do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, no Derby. A audiência discutiu o plano urbanístico para a região com representantes dos Direitos Urbanos, poder legislativo municipal, moradores do bairro de Santo Amaro, empreeiteiras e Marinha.

No projeto de lei, a área foi dividida em sete lotes. Em cinco deles vai ser possível construir prédios de 12 a 23 andares. Nos outros dois, a construção de imóveis fica proibida. Neles, devem ser instalados um parque linear e uma estação de transporte fluvial. Ainda são previstas no projeto, a ampliação da Praça 11 de Junho em mais seis mil metros quadrados, instalação de galerias comerciais, alargamento da Avenida Cruz Cabugá em 12 metros, acesso e uso público da frente da água e permissão para a demolição de 155 casas da antiga Vila das Costureiras.

Depois de finalizado, o projeto de lei que trata do urbanismo na Vila Naval do Recife vai ser enviado a Câmara de Vereadores, o que está previsto para fevereiro do ano que vem. Só após ser aprovado, a Marinha vai poder negociar os lotes com as empresas interessadas em empreender no local.

Mais Lidas